Quercus apela a investimento na microprodução de electricidade e água quente solar

Maio 29, 2008 at 8:29 pm Deixe um comentário

Na véspera do Dia Mundial da Energia, os ambientalistas da Quercus alertam o governo para a necessidade de rever a atribuição de potência na microprodução de electricidade e de estabelecer metas mais ambiciosas para a água quente solar.

Desde o início de Abril, os consumidores podem produzir electricidade em casa (microprodução), através de painéis fotovoltaicos e mini-eólicas, e vender o excedente à rede eléctrica pública, mas necessitam de fazer o registo dessa microprodução.

No entanto, os pedidos de registo esgotaram no próprio dia em que foram aceites as primeiras inscrições, por terem atingido o máximo permitido de dois megawatts (MW) por mês.

Segundo a Direcção-Geral de Geologia e Energia, sempre que – no período de um mês de aplicação do diploma – o somatório da potência dos pré-registos atingir 20 por cento do limite anual da potência de ligação, o sistema aceitará apenas novos registos no mês seguinte.

Francisco Ferreira da Quercus, em declarações à Lusa, defende que este sistema devia ser revisto: “Os registos, que esgotaram em horas, mostram que há uma enorme apetência de um conjunto de portugueses para investir na microprodução de electricidade renovável”.

O ambientalista defende que o governo deve ampliar o regime, permitindo a entrada de mais consumidores, e sem alterar a tarifa (no regime bonificado, com o limite de anual de 10 MW, é de 65 centimos por Kwh).

A Quercus alerta ainda para a importância de promover a energia solar num país como Portugal, onde o número total de horas de sol é um dos mais elevados da Europa.

A energia solar, que pode ser também aproveitada para produzir electricidade, é actualmente mais usada para a produção de água quente sanitária ou em equipamentos como piscinas.

A Quercus considera “fundamental” a instalação de água quente solar em moradias e principalmente em prédios existentes.

“A falta de uma campanha e de outras formas de visibilidade desta solução tem impedido que o parque habitacional utilize o potencial que a energia solar encerra”, defende a associação ambientalista.

Retirado de: Portal das Energias Renováveis

Entry filed under: Documentos. Tags: .

Brasil reafirma-se como produtor sustentável de energia Final dos trabalhos de construção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Maio 2008
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Novidades no Blog

>Nova apresentação

Estatísticas do Blog

  • 796,591 visitantes

%d bloggers like this: